Um Pombo e Um Coelho Com Uma Cajadada Só!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Um Pombo e Um Coelho Com Uma Cajadada Só!

Mensagem por Felps em Sab 21 Fev 2015, 20:26

[Falas em Inglês]

Parado!

O policial aponta a arma para o ladrão, o vendedor da loja que estava suado e nervoso, já estava colocando todo o dinheiro em uma sacola. O bandido não tinha o que fazer, estava em desvantagem, ele apenas larga a arma e ergue os braços, seu rosto mostra uma enorme frustração.

Bandido: Maldito...

- 10 minutos antes –

Felipe Martins, com 14 anos, estava com seu “parceiro”, Joseph Collins, ele na verdade era outro bandido de 16 anos, os dois tinham um amigo em comum, então se juntaram para fazer um assalto a uma pequena loja de esquina, para crianças daquela idade, qualquer dinheiro já era lucro e poderiam usar aquilo como treino para algo maior.

Joseph: Está vendo aquela loja? Então ela geralmente fica vazia as 14:00h, mas esse é o horário de almoço de um guarda que come naquele restaurante em frente à loja, ele sempre come perto da janela para ver o movimento da rua.

Felipe estava impressionado, Joseph realmente tinha pensado em tudo, estudou o local da melhor maneira possível para o roubo, nada poderia atrapalhar. Ele começou a sentir a pressão, pois parecia algo profissional, mas antes de qualquer coisa Collins mostrou o plano.

Joseph: O plano não tem nada de complicado, eu vou pegar essa arma...

Ele levanta sua camiseta vermelha e dentro da sua bermuda preta e verde tinha uma pistola PT 99. Felipe olha para aquilo maravilhado, é a primeira arma que ele viu na vida, agora sem dúvida, dessa vez o nível é bem mais alto do que ele estava acostumado.

Joseph: Ela é de plástico, mas ninguém consegue perceber isso. Eu vou entrar na loja e quando ela estiver vazia, vou fazer o assalto. Você vai ali no restaurante onde o policial vai estar comendo e de qualquer forma faça ele parar de olhar para a rua.

Felipe: Ok.

Joseph: Então vamos lá.

Joseph anda em direção a loja, esta que não era muito grande, mas era organizada, o dono da loja, que também atendia os clientes, usava um avental azul por cima de uma camiseta branca, tinha já uns quarenta e tantos anos.

Felipe ficou sem saber, tinha que pensar em algo e rápido, então ele viu um caco de vidro no chão, era sua chance. Fechou o olho e passou a ponta do caco no seu braço, a dor era intensa, lagrimas começam a escorrer no seu rosto. Quando ele abriu o olho viu o sangue em seu braço.


Felipe: Merda!

Felipe respira fundo e sai correndo em direção ao restaurante. Ele abre a porta rapidamente e finge um choro. O restaurante estava com alguma movimentação, o futuro presidiário corre para a mesa do policial com o braço esticado.

Felipe (em meio a um choro): Eu caí e me perdi da minha mãe! Me ajuda.

O policial, que estava de uniforme e comia um Strogonoff de frango, chega perto do pequeno Felipe, puxando uns guardanapos da mesa para limpar o sangue.

Policial: Calma filho, vamos ao meu carro buscar um curativo e ligar para a sua casa.

Felipe sabia que a viatura estava em frente ao restaurante e se eles fossem para lá, o policial veria o assalto. Por de trás do ombro do policial, o pequeno descendente de brasileiros via seu parceiro realizando o roubo.

Felipe: Não! Está doendo muito, não vamos conseguir chegar lá.

Policial: Vamos sim, o meu carro está ali...

O policial ia se virando, mas Felipe o abraçou, como se fosse um pai ou um anjo da guarda, mas a real intenção era evitar que o homem olhasse pela janela.

Felipe: Me ajuda!

Policial (comovido): Eu vou.

O homem de uniforme, pegou a criança sangrando nos braços e levou para fora. Felipe viu que não tinha o que fazer, apenas “rezou” para que ele não percebesse. Mas o Policial viu, deixou o pequeno Felipe no chão, sacou a arma e correu em direção a pequena loja, o ferido Martins correu daquele local.

Policial: Parado!

(Fedrix acorda)

Fedrix: Merda! Isso não acontecia a um tempo, nem lembrava desse dia.

Fedrix Levanta de sua cama e caminha em direção a cozinha, ele cambaleava por ainda estar meio perdido, ele abre o armário para pegar um copo, ele não está acostumado a fazer compras, então não tinha muitas coisas para comer. Mas só água era o que ele queria, ele pega na torneira mesmo e caminha em direção a pequena varanda que tinha em seu humilde apartamento.

Ele morava no segundo andar, apartamento dois. A vista era boa, não é aquela que todos sonham, mas era bonita, ótima para pensar e para...Gravar um vídeo. Fedrix olha para trás e pega a câmera que estava em cima do sofá, aponta para a cidade e começa a gravar.


[Cam On]

A Imagem é da cidade iluminada, são 2:00h da manhã e apenas disso, Fedrix decidiu não apareceu desta vez na frente da câmera, apenas sua voz será ouvida.

Fedrix: Então Teles... Conquistou sua primeira vitória... Está feliz? De nada. Me agradeça por este combate, não era minha intensão, mas salvei sua vida... Enquanto via seu combate, um momento me chamou atenção, quando você subiu no canto.

O ex-presidiario toma um gole de água e tosse para tirar mais ainda a voz de quem acabou de acordar.

Fedrix: Você gosta de ser um passarinho solto, não? Mesmo com seu mentor gritando, você o ignorou e continuou a executar sua ideia. Está vendo esse céu? Você quer voar nele? Primeiro aprenda os seus limites, você custou o seu combate e deu sorte que o Coelho não aproveitou o momento por completo. Não faça isso comigo, mostrei no Battlecry que um deslize já é o suficiente para minha vitória.

Fica alguns momentos de silêncio, e logo após o “Iron Fist” volta com o raciocínio.

Fedrix: Enquanto a ti Coelho, seu incompetente, cheguei para te dar forças e você perde o combate, não sabe dominar um combate direito. Você gosta de achar que é o orgulho de alguma coisa? Ninguém tem orgulho de ti, você perdeu para aquele garoto fraco, após um erro enorme dele.

Fedrix: Eu gostei do meu combate de segunda. Kerosene 5, Fedrix vs Coelho, vou mostrar para você o que é dominar um combate, vou te ensinar como ser uma ameaça. Está vendo este continente iluminado? Todos os “continentais” irão presenciar o Ferro soltando faísca naquele ringue.

Fedrix toma um novo gole de sua água, acabando com ela e com o vídeo.

Fedrix: O céu e a terra, Teles e Coelho, dois opostos que terão o seu dia e quando esse dia chegar, Pombos serão derrubados e coelhos serão atingidos, com um cajado? Não! Com um forte Iron Fist.

[Cam Off]

_______________________________________________________________


[VLL] Parceiro de Guerra (2014) - Com Camaleão
avatar
Felps

Mensagens : 243
Data de inscrição : 24/12/2014
Idade : 19

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum