Ser nómada: apagar a fogueira, levantar e partir

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ser nómada: apagar a fogueira, levantar e partir

Mensagem por Shotgun em Sab 28 Fev 2015, 02:21

A imagem, totalmente escura durante alguns momentos, vai-se clarificando gradualmente. O fundo, iluminado por alguma luz, mostra antigas pinturas rupestres, cuja origem data de milhares de anos atrás. De uma simples camisola negra, calças de ganga e botas pesadas de cano alto, Edward Hosking surge centrado na imagem. Ouvem-se apenas os seus curtos, mas ruidosos passos. Olha, de seguida, para a câmara. Foca-se na mesma de forma intensíssima e até desconfortável para quem o visualiza. A iluminação, porém, não é perfeita. Apenas o rosto do inglês é totalmente envolvido pelos raios que transpõem a divisão.

Edward Hosking: Deito por terra a fogueira, levanto-me e parto. É neste plano sentido e elaborado que me dirijo a todo o plantel da Ultimate Wrestling League e, sobretudo, a todos aqueles que me apupam, detestam e desejam todo o mal do mundo. Porventura, até a morte. Há gente para tudo neste país. Esta é uma mensagem a todos os que neste momento me insultam, no conforto da vossa cadeira e da vossa ceia. Peço educadamente que cessem as más línguas durante os próximos instantes.

O britânico vira-se de costas para a câmara e, se bem que com alguma dificuldade, consegue-se ler a palavra nómada escrita na parte de trás da sua camisola, com o seu próprio nome inserido por baixo. O mesmo passa a mão pela parede, de forma leve e aparentemente pacífica.

Edward Hosking: Apesar das pessoas destas regiões nortenhas não serem propriamente meigas e compreensivas, faz-me parecer pela sua atitude nos últimos eventos, o ar é mais leve e permite-te portanto ter mais tempo e liberdade. Como consequência, posso expor e tossir tudo cá para fora de forma mais natural, coisa que me tem faltado. E é por isso que o faço, utilizando analogias que todos decerto compreenderão. E a chave está na circunstância e na análise do momento.

De perfil para a câmara, o antigo campeão Hardcore continua a observar estas magníficas obras. A iluminação destaca os escritos na sua camisola e uma pintura em particular, que mostra um grupo de indivíduos a caçar alguns pares de animais. Segundos depois vira-se novamente para a câmara, dando alguns passos em frente da forma mais calma e lenta possível com o objetivo de intimidar.

Edward Hosking: E durante toda a existência, o humano gere o seu corpo e a sua vida através da circunstâncias e daquilo que o momento lhe oferece. Porque isso, e nada mais, é decisivo. Olhando para trás, é relativamente fácil analisar e compreender a fundo o que acabo de dizer...

A imagem corta e mostra uma compilação de pinturas rupestres em variadas cavernas e rochedos, executadas por povos nómadas durante, aproximadamente, dez ou mais milhares de anos atrás. O vídeo volta a focar o lutador, cujo rosto parece brilhar de fascínio e encanto.

Edward Hosking: Fabuloso, não é mesmo?

O inglês reflete durante breves momentos.

Edward Hosking: Viveram neste planeta há milhares de anos, mas são o perfeito exemplo de circunstância: como a analisar e tirar proveito dela. Constituem uma analogia valiosa mesmo aqui no meu coração.

Coloca a mão ao peito, olhando para baixo durante alguns momentos.

Edward Hosking: Os nómadas ou recolectores distinguem-se facilmente dos outros seres que, desde aí, habitaram o mundo. São únicos e objetivos em relação às suas pretensões. São comunidades que, ao recolher e consumir tudo de valioso e útil que uma zona tem para oferecer, partem para outra com a maior das naturalidades e repetem o mesmo ciclo de forma viciosa. Com isso conseguem e sabem tirar o melhor partido de todos esses diferentes mundos que de uma forma ou doutra destroem, mas para proveito próprio e da sua comunidade. E isso é o essencial. Já perceberam a analogia agora?

O inglês abandona a cena durante alguns instantes, só para depois aparecer com uma camisola diferente. Branca, com pormenores negros. "Supremacy" está centrado e bem visível.

Edward Hosking: E após ridicularizar novamente James Brandão, controlando durante toda a jornada as suas debilidades e tocando sistematicamente nas mesmas, parto para outra zona. Teoricamente, para encontrar o desconhecido. Mas Fedrix é, como diriam em Portugal, um banana. Um sedentário. E odeio sedentários. Especialmente quando têm capacidade para mais.

O membro dos Supremacy interrompe o discurso e aparece sorridente durante momentos.

Edward Hosking: E parece mesmo que o Jorge se rendeu ao nomadismo. Aquele cabrão...

O seu discurso é novamente interrompido pelo seu telemóvel que vibra e começa a tocar justamente o seu tema de entrada. Visivelmente frustrado, o inglês olha para o ecrã e, ainda que meio inconformado, atende a chamada. Fica calado durante alguns segundos a ouvir.

Edward Hosking: Já não te expliquei isso, caralho? Fazemos isso no fim, não te preocupes.

Abana positivamente com a cabeça.

Edward Hosking: Faz um esforço. Não percebo nada do que dizes, foda-se...

Desliga o telemóvel e sai de cena, enquanto vai murmurando.

Edward Hosking: Vão rolar cabeças...
avatar
Shotgun
Shotgun Eddy

Mensagens : 207
Data de inscrição : 26/12/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ser nómada: apagar a fogueira, levantar e partir

Mensagem por Felps em Seg 02 Mar 2015, 00:34

Lisboa, 28/02 – 11:00

Fedrix está andando pelas ruas de Lisboa, estava em um local não muito movimentado, as casas tinham um aspecto velho, estava frio, por isso o lutador utilizava uma calça de treinos cinza e uma blusa de moletom da mesma cor, ele também tinha em seus punhos a proteção que usa normalmente dentro do ringue.

Ele estava correndo pelo local, certamente se preparando para o combate de Segunda-feira no Kerosene 6, frente ao “rosto” dos Supremacy, Edward Hosking. Era visível em seus olhos que a determinação estava dentro do seu corpo, corria no seu sangue. Em seus ouvidos se encontravam fones, grandes e brancos, chamativos talvez, mas servia para sua função.

Cada passo que o ex-presidiario dava parecia tremer o chão, ele realmente tinha um peso sobre seus ombros, estes passos que pareciam leva-lo cada vez mais para um futuro certo, uma vitória certa, uma caminhada que em dois dias o libertaria.

Em sua cabeça, só as palavras “foco” e “Supremacy” apareciam, elas brilhavam intensamente, mais do que ouro, mostrando que este era o prêmio que o lutador tinha que agarrar no próximo show.

Em meio a tanta concentração e obstinação, Fedrix sem querer esbarra no celular, ligando a função rádio. O lutador toma um susto e tropeça na rua, em seus pensamentos também. A rádio era aleatória, mas pela ironia do destino a mesma falava sobre UWL, um dos assuntos mais quentes de toda terra Lusa. Fedrix não tinha notado, então ele parou para retirar o celular do bolso e ouviu o que estava acontecendo.


Radialista 1: Esta besta não consegue ver que Teles veio salvar ele? Fica com esse pessimismo sempre não reconhece o trabalho de um herói como pequeno brasileiro.

Radialista 2: Salvando ou não, Coelho atacou o Teles, o ex-VLL está voando baixo.

Radialista 1: Espero que Hosking e os Supremacy acabem com ele, não gosto do grupo, mas este tipo merece.

Fedrix tira imediatamente os fones, encaixando-os no pescoço, estava cansado de ouvir aquilo, na verdade estava cansado de não ter ouvido uma palavra, Fedrix, a luta era entre ele e Hosking, mas o assunto era Coelho e Teles, sendo que ele foi tratado como “besta” e “este tipo”.

Fedrix (falando baixo): Será mesmo? Sou tão ruim? Teles, aquele que jogou sujo no Battlecry, será que ele veio me salvar? O meu demônio do PPV, viraria anjo assim tão facilmente?

O Iron Fist para, olha para baixo e bate com o punho cerrado em sua própria perna, uma forma de punição, ele não estava feliz com algo.

Fedrix (nervoso): Foco desgraça, foco... Teles não é seu alvo, seu prêmio é a cabeça de Hosking. (Respira fundo) Será que eu sou um nômade?

Fedrix claramente faz referência ao vídeo de Hosking que ele assistiu um pouco antes de sair para correr. Vídeo que o intrigou e o fez pensar sobre sua situação.

Fedrix: Eu desde que entrei na UWL não coloquei minha filosofia em pratica, “foquei” o Gen-X, Teles, Coelho e agora o Hosking, sou praticamente um nômade de objetivos, o problema é que o meu ponto forte acaba de se tornar fraco.

Ele encontra em uma parede perto, quase que agredindo o local com suas costas, o som do seu tórax indo contra o muro foi perceptível, ele já colocou a lista de reprodução novamente, mas prefere ficar sem fone até terminar o raciocínio.  

Fedrix: Sou um péssimo nômade, talvez um estágio evolutivo atrás do meu próximo adversário, mudo meus objetivos afim de evoluir, mas não acabo com os recursos do local anterior, não aproveito o máximo minhas experiências, não apago a fogueira.

Fedrix: Teles é o exemplo mais claro disso, meus assuntos com ele não estão acabados, ainda tenho vontade de acabar com ele, mas já migrei deste local e está fogueira tentou me queimar no último show e pode muito bem me queimar no próximo.

O Lutador desencosta da parede e continua o seu caminho, porem a passos lentos, não está apressado para segunda.

Fedrix: Acham mesmo que Teles queria me salvar? Otários, esta criança só queria roubar a minha parte do show, está me usando de escada, está usando o povo de escada!

Neste momento, Fedrix passava por uma loja de flores, as poucas pessoas que lá se encontravam viram o descendente de brasileiros passar e sinalizaram que o mesmo deveria estar louco.

Fedrix: FOCO! SUPREMACY! Não posso desviar meu pensamento, foda-se Teles, Coelho e o Público, tenho que alcançar meu objetivo, tenho que abater o outro nômade, mostrar que eu sou superior!

Fedrix Coloca o fone de ouvido e continua a correr, desta vez mais concentrado e nervoso.

_______________________________________________________________


[VLL] Parceiro de Guerra (2014) - Com Camaleão
avatar
Felps

Mensagens : 243
Data de inscrição : 24/12/2014
Idade : 19

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum