Morte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Morte

Mensagem por Guerrero em Ter 17 Mar 2015, 16:42

A imagem foca uma sala escura com um ambiente quieto onde está um sujeito encapuçado sentado no chão no meio da escuridão iluminado por algumas singelas velas que estão praticamente derretidas dando sinal de estarem há muito tempo acesas.

Aparentemente este sujeito está ali há bastante tempo sentado no meio da escuridão olhando e contemplando a mesma. Ele olha para a câmera tendo praticamente todo o o seu rosto coberto pela penumbra apenas se vendo a sua boca que transmite uma expressão algo intensa e concentrada.


???: Desejo de morte...

O sujeito esboça um leve e amargo sorriso.

???: Quanto nós desejamos enfrentar a besta chamada morte. Quanto nós desejamos saber mais sobre ela...

A postura deste indivíduo volta a um tom mais sério.

???: Alguns encontram-na no florescer da sua vida. Outros encontram-na no desvanacer da sua capacidade...

O invíduo respira fundo muito calmamente levando o seu tempo.

???: Porquê a curiosidade pelo inevitável? O nosso destino está selado. Crianças, adolescentes, adultos, idosos. Ricos e pobres. Figuras públicas e meros anónimos. Europeus, Africanos, Asiáticos, Americanos. Não há escapatória. Sem excepções. Eu enfrentei a besta de perto...

Este anónimo acena lentamente com a cabeça.

???: Eu vi-a. Eu abracei-a. Por breves momentos nós fomos um. Lembro-me muito bem como se hoje se tratasse... Aquele momento em que nada mais importa. Respiramos fundo e sentimos a nossa humanidade e alma a desvanecer. Subitamente nada mais importa. O que há de mau na nossa vida, a incerteza, a ansiedade, o transtorno...

O indivíduo sorri de forma amarga olhando lentamente para cima mantendo o seu rosto encoberto pelo seu capuz e consequente penumbra do ambiente onde se encontra.

???: Foi uma experiência... fascinante. Após aquele acidente de carro, eu coberto de sangue, sem qualquer dor. Nada conseguia sentir. Nem mesmo o meu pestanejar. E é então que eu lembro-me de ter fechado os olhos, ter respirado fundo e ter tido aquela sensação de paz interior que nunca antes na minha vida tinha tido...

A música medieval católica continua a ecoar lentamente pela escura e mal iluminada sala.

???: E então, em toda a escuridão uma ténue luz surgiu. Ela deu-me a mão e acolheu-me por breves momentos. E eu lembro-me que queria tanto segui-la. Que paz, que tranquilidade que... salvação. Apesar de inevitibilidade da mesma, ela é a nossa salvação. Nós vivemos num mundo de terror, de angústia, de traição, de decepção, de caos. Vivemos numa selva onde não é a lei do mais forte que impera mas sim a lei do mais cobarde e do mais traiçoeiro... Esta nossa passagem é um castigo e uma punição. A morte é a salvação e a paz eterna...

???: De nada mais me lembro passados esses breves momentos. Acordei no hospital, com ligaduras e mazelas por todo o corpo. Senti novamente a amarga realidade da vida, a frustração da vida, a decepção. Não era nada mais que um pouco de carne morta em cima de uma cama de hospital. Até que, percebi, que ela não me acolheu porque tinha uma missão para mim. E ela enviou alguém para me colocar no caminho que ela quer. Ela disse-me que eu antes de ter a paz que tanto pretendia que precisava de ser o enviado dela...

O indíviduo retira o capuz. Consegue ser perceptível que se trata de Kevin Gunn. Ele está com uma postura bastante séria e muito difernete de tudo o que tem sido visto até à data, na sua carreira no Wrestling Português.

Gunn: Eu não sou mais um mero vivo... Nem mesmo mais um humano. Eu sou apenas um enviado da morte para divulgar e espalhar a sua justiça. Quem a paz merece, a morte encontra e a paz eterna obterá. Quem a paz e tranquilidade da morte não merece, deverá ser punido e perseguido sendo-lhe provocado sofrimento eterno até a redenção e o arrependimento de todas as suas acções...

Kevin Gunn cerra os punhos e bate com eles repetidamente, um contra o outro por breves segundo, parando e olhando novamente para a câmera.

Gunn: Mas, a morte também é piedosa. Ela oferece uma chance de redenção... E eu também. Seres humanos frustrados, angustiados, revoltados, injustiçados e perseguidos pelo mal, a crueldade, o vício e a traição... Não estarão nunca sozinhos. Eu estarei sempre do vosso lado. Eu sou a salvação e a mensagem dela.

Gunn: Quem a salvação negar ou rejeitar, sofrerá as consequências. E de consequências falando isso leva-me a dois tópicos.

O "Son of Violence" esboça um ligeiro sorriso.

Gunn: Ao que tudo indica, tal como a morte, parece que ultimamente sou bastante solicitado. Vanguarda da Luta Livre, Ultimate Wrestling League. Desafios, pedidos de salvação... Todos querem ver Kevin Gunn. Todos querem falar Kevin Gunn. Alguns querem que Kevin Gunn os salve da irracionalidade para encontrarem a razão. Outros procuram a morte e têm um desejo ardente por ela sem a merecerem e querem enfrentar o homem que abraçou a morte e representa a sua vontade.

Kevin Gunn esboça um olhar sério.

Gunn: Nick Lawrence. Quem pensas tu que és para achares que me podes vencer? Eu não cedo perante nada. Eu não tenho medo de nada e acima de tudo, Nick, eu não tenho nada a perder. Como pensas tu que me poderás vencer? Como se pode derrotar um homem sem medo? Como se pode derrotar um homem sem nada a perder? É simples, a resposta é apenas uma. Não se pode. É impossível vencer um homem sem negatividade. E é isso que vais encontrar no ringue, dia 25 de Abril, no Dia da Independência na Vanguarda da Luta Livre. O mensageiro da morte... Uma máquina de destruição, retribuição, punição e acima de tudo... Uma máquina de crueldade e impiedade para aqueles que ousarem colocar-se no seu caminho. E esse Nick Lawrence... Será muito...

O inglês aproxima-se lentamente da câmera.

Gunn: Muito... mas muito mais... do que alguma vez tu ou qualquer outro... poderão enfrentar.

O "Mensageiro da Morte" recupera a sua postura séria e distante da câmera.

Gunn: No entanto, para já, pouco tenho de razão para te punir com o sofrimento e a angústia da derrota. Mas, de forma a que tu, continues na ilusão terrena e na crença de que me poderás derrotar... Sugiro uma pequena motivação para me enfrentares e estendo esta mensagem ao Presidente da Vanguarda da Luta Livre, Américo Amorim. Kevin Gunn contra Nick Lawrence... Pelo título Supremo da Vanguarda da Luta Livre. Dir-me-ão que Cavaleiro era o campeão... Mas... O Cavaleiro morreu. Encontrou a paz. Mas não é de paz que falamos... É de sofrimento e punição... e Nick Lawrence, quando isto tudo acabar, irás implorar pela salvação e nunca mais voltarás a cruzar-te com a Morte até ao dia do juízo final...

Gunn passa lentamente com a mão na cara.

Gunn: Há algo mais que eu quero abordar nesta minha rara e breve mensagem. Na verdade, não gosto de falar nem de dar esclarecimentos a ninguém... A minha função nesta casa temporária chamada Terra, nesta prisão impiedosa... Não é dar esclarecimentos nem estar a falar. Trata-se apenas de cumprir missões. Mas como disse, sou deveras solicitado ultimamente e isto leva-me a Diogo Lourenço. Não tenho muito a dizer a ele... Ele não merece o meu tempo nem é uma preocupação para mim neste momento. Eu sou parte de algo muito maior do que um mero combate contra ele... Mas, um desafio é um desafio... e Diogo...

O inglês retira um pequeno saco com tintas e começa lentamente a pintar a sua cara, dando-lhe um aspecto extremamente intimidante. Ele subitamente pára, olhando uma última vez para a câmera.

Gunn: Esse desafio... Está aceite. Prepara-te para o que vais encontrar... Será certamente algo que não só nunca viste antes... Como nada nem ninguém te poderá preparar para o que te espera. A morte é salvação... Mas nunca deverá ser um desejo ardente ao ponto de nos tornar vulneráveis... A vulnerabilidade divide-nos. Estarás do lado certo da divisão?

A imagem desvanece subitamente com um som assustador com um grito não identificável.

_______________________________________________________________

avatar
Guerrero
Danny McLaughlin

Mensagens : 230
Data de inscrição : 18/05/2014
Idade : 26
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum